terça-feira, 28 de setembro de 2010

DE MUDANÇA


A PARTIR DE HOJE O BLOG GRÊMISTA ETERNO MUDA DE ENDEREÇO.
VOCÊ PODERÁ LER TUDO SOBRE O NOSSO TRICOLOR NO SITE QUERO VER GOL,LINCK ABAIXO:
OBRIGADO A TODOS OS AMIGOS QUE DE ALGUMA FORMA CONTRIBUIRAM COM ESTE BLOG E PEÇO QUE CONTINUEM A ME VISITAR,AGORA EM MINHA NOVA CASA.



segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Acesse AÍ !




terça-feira, 21 de setembro de 2010



Foi lançada hoje, exatamente às 17h, a Pedra Fundamental que simboliza o início das obras da Arena do Grêmio. A nova casa tricolor que será erguida no bairro Humaitá, na zona norte de Porto Alegre.
Uma grande festa foi organizada para comemorar a ocasião reunindo aproximadamente 10 mil gremistas no terreno onde serão realizadas as obras.
A tarde começou com uma carreata jamais vista em Porto Alegre com a participação de centenas de carros que saíram do Olímpico cruzando a cidade até o bairro Humaitá. O ônibus levando a comitiva gremista levou aproximadamente três horas para chegar ao local de festa.
A torcida gremista atendeu ao chamamento e cobriu as ruas da capital com as cores azul, preta e branca acompanhando o percurso.
Enquanto isso, na Arena, os milhares de gremistas aguardavam a chegada da direção gremista entoando os cânticos do estádio e demonstrando o orgulho de estrem fazendo parte de um momento histórico.
Após os tradicionais discursos, com a presença do presidente do Grêmio, Duda Kroeff, entre outros, a solenidade seguiu com a chegada de helicóptero do ex-jogador Hugo de León, capitão do título da Libertadores da América e do Mundial de 1983. Ele trouxe do Olímpico um leiva de grama representando a mudança da atual casa gremista para a nova Arena. A leiva foi plantada ao lado da cápsula do tempo que foi enterrada com notícias e mensagens dos torcedores. Ela será aberta quando a Arena estiver pronta dentro de 30 meses.
Na sequência, os gremistas apertaram o botão que deu início às obras. Dois bate-estacas lançaram a pedra fundamental.
O objetivo é que as máquinas só parem de funcionar quando a nova casa gremista estiver pronta.

Foi apresentada também uma maquete representando a nova Arena. Está maquete será colocada no Espaço do Torcedor que será criado para que o torcedor possa não só conhecer o empreendimento como também acompanhar o dia-a-dia da obra nestes 30 meses.

Parabéns à Nação Gremista que, mais uma vez, deu uma demonstração de grandeza e amor ao Clube.

VEJA FOTOS EM: http://esporte.uol.com.br/album/100920gremio_album.jhtm#fotoNav=5


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Água no nosso Chopp


Invicto há cinco jogos no Campeonato Brasileiro, o Grêmio preparava uma grande festa para sua torcida no Estádio Olímpico nesta quarta-feira, dia do aniversário de 107 anos do clube. Entretanto, a alegria acabou estragada pelo Palmeiras. Com grande atuação de Marcos Assunção, que fez um golaço de falta e deu o passe para Ewerthon marcar o segundo, a equipe alviverde venceu por 2 a 1 e encerrou um jejum de quatro rodadas sem resultados positivos. Jonas descontou nos acréscimos.

Com o resultado, o time paulista chegou a 29 pontos, ainda na região intermediária da tabela. Já os gaúchos pararam nos 26, mas mantiveram a distância de cinco pontos para a zona do rebaixamento.

O dia era mesmo especial para o Grêmio. Além da data comemorativa, era o reencontro da torcida com Luiz Felipe Scolari - o atual técnico do Palmeiras conquistou a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores quando defendeu o time tricolor. Quando a bola rolou, porém, os gremistas não tiveram o que celebrar.

Com o Olímpico lotado, o time da casa buscou pressionar o Palmeiras nos primeiros minutos no embalo da torcida. Aos 7min, Jonas teve a primeira chance da partida. O atacante gremista dominou do lado direito da área e bateu forte, mas atingiu a rede pelo lado de fora.

A equipe alviverde buscou tocar a bola com calma para acalmar o ímpeto dos gaúchos. A estratégia deu certo e, aos 13min, o time ganhou uma falta perigosa na entrada da área. Marcos Assunção bateu com maestria e colocou a bola no ângulo de Victor para abrir o placar, marcando seu terceiro gol no Brasileiro.

Disposto a não fazer feio diante de sua torcida no dia do aniversário, o Grêmio retomou a pressão após ficar em desvantagem. Aos 21min, Jonas desviou de cabeça após cobrança de escanteio e mandou por cima do travessão. Os paulistas responderam três minutos depois, quando Ewerthon invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado para ótima defesa de Victor.

Mesmo errando muitos passes e sofrendo com a marcação forte do meio de campo palmeirense, o time da casa ainda teve chances de empatar antes do intervalo, com André Lima. Aos 25min, o centroavante cabeceou no alto e parou em defesa de Deola; aos 34min, ele recebeu bola de Douglas e desviou à esquerda do alvo.

Os gaúchos ameaçaram impor um ritmo forte no segundo tempo, mas o Palmeiras marcou logo nos primeiros minutos e calou novamente a torcida no Olímpico. Aos 3min, Marcos Assunção deu levantamento preciso para a área e Ewerthon se antecipou à zaga para cabecear firme, sem chances para Victor, ampliando a vantagem dos visitantes.

Renato Gaúcho tentou lançar o time à frente aos 13min, sacando o volante Adilson para a entrada de Roberson. O atacante teve sua primeira chance dois minutos depois, girando na intermediária e finalizando por cima do travessão. Felipão respondeu colocando Valdivia em campo no lugar de Ewerthon aos 19min.

O Grêmio tinha mais volume de jogo e apertava o Palmeiras no campo de defesa. Aos 29min, Jonas chutou com força da intermediária e assustou Deola, mas mandou para fora. Dois minutos depois, um cruzamento na área encontraria Douglas livre, mas André Lima se antecipou e cabeceou por cima da meta, "tirando" o lance de seu companheiro.

A pressão dos donos da casa só surtiu efeito nos descontos. Aos 46min, após cobrança de escanteio para a área palmeirense, Edinho tentou afastar e acabou chutando em cima de seu companheiro. A bola sobrou limpa para Jonas estufar as redes, mas já era tarde para uma reação.


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Parabéns GRÊMIO ! ! !


A torcida tricolor está fazendo festa neste 15 de setembro. As comemorações na data dos 107 anos de fundação do Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense começaram cedo, na manhã desta quarta-feira.

Uma pira comemorativa foi acesa através do Fogo Simbólico no local onde funcionava o antigo Estádio da Baixada, casa gremista até 1954. A equipe de atletismo do clube levou a chama até o Olímpico, num percurso de cerca de 5 km.

Depois disso, houve o hasteamento de bandeiras no pátio do estádio, que precedeu uma queima de fogos de artifício em homenagem à data. No final da manhã, uma missa foi rezada na capela do Estádio Olímpico.

A programação de aniversário do Grêmio começou na segunda-feira e vai até a próxima semana, com a realização de diversos jantares e cerimônias. O auge da festa será às 19h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira, quando o time tricolor recebe o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro.

Nos banco de reservas, dois treinadores que são ídolos incontestáveis da torcida gremista: Renato Gaúcho, pelo próprio Grêmio, e Luiz Felipe Scolari, atualmente no lado palmeirense.


terça-feira, 14 de setembro de 2010

Grêmio no Twitter


Em homenagem aos 107 anos do nosso Tricolor o Twitter oficial do Grêmio(@gremiooficial) está lançando a campanha, “#Gremio107 nos TT’s do Twitter”, uma forma de mostrar ao mundo inteiro nosso amor pelo Grêmio.

Para participar é simples, nesta quarta feria, 15, utilize a hashtag
#Gremio107 quando for tuittar algo referente ao Grêmio.

Lembre-se você não deve utilizar acentos ou espaços na sua hashtag. Quanto mais pessoas tuittarem mais chances teremos de entrar no ranking do Twitter.

Divulgue para seus amigos essa campanha e declare ao mundo o seu amor pelo Imortal.



O que é TT ou Trending Topic no Twitter?

Os Trending Topics ou simplesmente TT são os assuntos mais falados, mais comentados, mais tuitados no twitter naquele determinado momento em que estão aparecendo. Você pode conferir na sua barra lateral direita, geralmente seguidos de um #
Clicando em cima de um link de Trending Topics, você vai poder ver em tempo real tudo o que está sendo escrito com aquele assunto. E você pode também interagir, tuitando o #assunto, que logicamente vai aparecer nessa timeline. São as tendências no twitter.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Vitória pra afastar a má fase


Na tarde deste sábado, o Grêmio chegou à sua primeira vitória fora de casa neste Campeonato Brasileiro. O Tricolor venceu o Corinthians no Estádio do Pacaembu pelo placar de 1 a 0. Com a vitória, a equipe de Renato Portaluppi acabou com os 100% de aproveitamento do time paulista dentro do Pacaembu.

O primeiro tempo começou equilibrado. A primeira chance de gol foi do Grêmio aos 28 minutos. Após cobrança de escanteio, a zaga corintiana afastou e Gabriel pegou o rebote de primeira. O lateral mandou a bola no canto direito de Júlio César, que defendeu em dois tempos.

Aos 33min, Douglas fez bela jogada individual pelo meio, tocou entre as pernas do zagueiro Paulo André e chutou forte, no ângulo direito de Júlio César, abrindo o placar para o Grêmio no Pacaembu.

No final da primeira etapa, o Tricolor quase ampliou em duas oportunidades. Aos 44min, Gabriel tocou para Borges dentro da área. Júlio César saiu nos pés do atacante gremista e conseguiu defender. Já nos acréscimos, Jonas se livrou da marcação e ficou de frente para Júlio César, mas chutou para fora.

Na etapa complementar, aos 12min, Bruno César recebeu passe na área e disputou a bola com Vilson, o árbitro Francisco Carlos Nascimento marcou pênalti. O zagueiro gremista recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Iarley bateu o pênalti canto esquerdo de Victor, que defendeu. Um minuto depois, Iarley recebeu passe de Elias, e chutou livre com o gol aberto. Rafael Marques salvou em cima da linha.

Mesmo com um homem a menos, o Tricolor foi heróico e conseguiu suportar a pressão do Corinthians até mesmo com os 5 minutos de acréscimos. Final no Pacaembu: Corinthians 0 x 1 Grêmio.

Na próxima rodada, o Grêmio enfrenta o Palmeira na quarta-feira, às 19h30, no Estádio Olímpico.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Judoca Grêmista é prata no Mundial


A judoca gaúcha Mayra Aguiar, lutadora da Sogipa, foi o grande destaque brasileiro no Mundial disputado em Tóquio, Japão. Na manhã desta quinta-feira, ela conquistou a medalha de prata na categoria meio-pesado, para atletas até 78 quilos. Um feito inédito para o país.

Além de uma das melhores judocas do planeta, Mayra é uma ferrenha torcedora gremista. Além de acompanhar os jogos do Tricolor no Olímpico, sempre participa das ações sociais organizadas pelo Clube, como na foto acima, junto com a gerente de marketing, Michelle Billo.

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense parabeniza a gremista Mayra Aguiar pelo feito alcançado no Japão.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

2º Turno começa com Vitória


Na abertura do returno do Campeonato Brasileiro, o Grêmio derrotou o Atlético-GO, na noite desta quarta-feira, pelo placar de 2 a 0, no Estádio Olímpico. Com o resultado, o Tricolor completou uma sequência de quatro jogos de invencibilidade e chegou aos 23 pontos na tabela de classificação.

Jogando em casa e com o apoio do torcedor gremista, o Tricolor não demorou muito para abrir o placar. Aos 7min, Douglas cobrou falta no ângulo, sem chances para o goleiro Márcio que apenas olhou a bola morrer no fundo do gol.

Na etapa complementar, o Grêmio voltou sem mudanças na escalação. E no primeiro minuto teve marcado um pênalti a seu favor, o primeiro no campeonato. Jonas cobrou no canto direito, mas Márcio defendeu.

Precisando reverter o resultado, o Atlético-GO foi para o ataque. No entanto, quem marcou foi o Grêmio. Aos 40min, após um lançamento longo de Adílson, Jonas desviou de cabeça para Borges. O atacante dominou, ganhou na velocidade do adversário, invadiu a área e chutou de perna esquerda no canto do goleiro para decretar a vitória Tricolor. Final: Grêmio 2 x 0 Atlético-GO.

O plantel gremista se reapresenta nesta quinta-feira, à tarde, no Estádio Olímpico. O Grêmio volta a campo no próximo sábado, às 18h30, contra o Corinthians, no Estádio do Pacaembu.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Difícil embalar


Na noite deste domingo, o Grêmio ficou no empate em 1 a 1 com o Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado mantém o time do técnico Renato Gaúcho na zona de rebaixamento, no mesmo 17º lugar, com 16 pontos.

Depois de um primeiro tempo irregular, o Tricolor apresentou boa atuação no segundo, quando dominou o Furacão, criou situações de gol mas pecou nos arremates. O placar foi aberto por Maikon Leite, aos 35 minutos iniciais, após falha da defensiva azul. O zagueiro Vilson, aos 14 da etapa final, deixou tudo igual ao aparar de cabeça o cruzamento da direita de Leandro.

Na próxima quarta-feira, às 19h30min, o time gaúcho volta a campo para enfrentar o Guarani, no estádio Olímpico, pela penúltima rodada do primeiro turno do Nacional.

- O jogo

Com dois estreantes, os laterais Gabriel e Gilson, o Grêmio entrou em campo novamente no esquema tático 4-4-2, implantado a partir do confronto diante do Santos na última quarta.

Bem postado, apesar da improvisação de Gilson no meio, o time gaúcho controlava os donos da casa e até arriscava a saída no contra-ataque. O primeiro arremate, porém, foi paranaense: aos quatro, de fora da área, Bruno Mineiro atirou à direita de Victor.

A resposta azul veio forte aos 11. Jonas recebeu de Souza no bico esquerdo da área, deu dois cortes no marcador e jogou de canhota, por cima. O meia pedia livre no lado oposto.

Com menos posse de bola, o Atlético-PR tinha dificuldades para superar a marcação gremista. Chegou com perigo pela primeira vez aos 18, após Rochemback pisar na bola, Maikon Leite roubar, invadir a área e fuzilar para o gol. Victor espalmou.

Aos poucos, o Furacão equilibrava as ações, à medida em que o Grêmio mostrava-se deficiente na articulação ofensiva. Com 25 minutos, explorando o sempre precário lado esquerdo da defesa tricolor, Paulo Baier foi ao fundo e cruzou forte para dentro. O atacante Bruno Mineiro ganhou no alto e cabeceou sobre a meta gaúcha.

No intervalo de um minuto, entre 28 e 29, o time de Renato Gaúcho ensaiou bons ataques, mas Jonas pecou em ambos. No primeiro, bateu fraco de canhota à altura da meia lua, facilitando a intervenção de Neto. No segundo, perdeu na corrida para Wagner Diniz e desperdiçou o contragolpe.

A incompetência ofensiva seria agravada por erros da defesa aos 35, quando o Grêmio praticamente cedeu um gol ao adversário. Numa atravessada da direita, Rochemback tentou cortar e desviou para trás. A bola poderia ser dominada por Rafael Marques, que estranhamente não dividiu com Maikon Leite. O camisa 11, então, teve apenas o trabalho de tocar na frente, limpar Victor e escorar para as redes: 1 a 0.

Desestabilizada, a equipe tricolor “sentiu” a abertura do placar. A qualidade de seu arqueiro, contudo, impediu que a vantagem fosse ampliada. Aos 37, Branquinho avançou pela esquerda e bateu cruzado. Victor saltou e tapeou para o lado. No minuto seguinte, Bruno Mineiro soltou uma bomba de fora da área, no canto direito. O camisa um tirou através de uma ponte.

No segundo tempo, Renato corrigiu o erro na escalação e mandou Adilson a campo, em substituição a Gilson. Com mais iniciativa, o Grêmio ao menos construía situações de gol.

Aos três, Borges chegou a empatar após cobrança de escanteio e desvio de Jonas. A arbitragem, porém, corretamente assinalou impedimento do atacante. Aos cinco, Adilson avançou com bola dominada e ligou para Borges, que fez o seu tradicional giro sobre o adversário e bateu no canto de Neto. O chute, porém, saiu sem força e parou nas mãos do camisa um.

Aos oito, em bela triangulação, Fábio Santos tocou rasteiro dentro da área, Borges fez o corta-luz e Jonas veio de trás para bater de esquerda, procurando o ângulo direito. O chute saiu a poucos centímetros do travessão.

Tamanho volume seria confirmado logo em seguida. Aos 14, instantes depois de entrar em campo, Leandro dominou na ponta direita e cruzou em curva quase na marca do pênalti. O zagueiro Vilson subiu mais que a defesa e torneou de cabeça, fora do alcance de Neto: 1 a 1.

Embora retraído após obter o empate, o Grêmio não via o Atlético-PR ameaçar de forma efetiva e, com espaço, começava a tentar a virada.

Com bom toque de bola e o avanço dos laterais, o time gaúcho acumulava oportunidades. Aos 22, Borges aparou na intermediária e chutou seco, embaixo. O goleiro Neto viu a bola acertar sua trave direita e tomar a direção da linha de fundo. Aos 26, Rochemback cobrou falta lateral e Bruno Mineiro desviou no alto, alterando a direção do chute que iria às redes.

Acuado, o Atlético-PR era incapaz de sair de seu campo defensivo. Aos 38, Paulo Baier ainda procurou o canto esquerdo de Victor, após belo domínio na frente. O goleiro segurou sem dificuldades.

A última chance azul viria aos 42, com o arremate de Leandro de fora da área. O goleiro Neto, de grande atuação no segundo tempo, tapeou a escanteio. O Tricolor somaria mais um empate no Brasileiro, já que não transformou em gols o domínio do segundo tempo na Arena da Baixada.

sábado, 28 de agosto de 2010

Calculadora na Mão

A situação do Grêmio é complicada, mas não dramática. Ainda. Isto porque restam ainda 22 jogos para serem disputados, 66 pontos. Hoje o time tem 15 pontos em 48 disputados, aproveitamento de 31,3%, e está na zona de rebaixamento.
Em 2009, o Coritiba caiu com 45 pontos (39,5%) e o Fluminense escapou com 46 (40,4%). Em 2008, o Náutico escapou com 44, mas o Figueirense caiu com os mesmos 44 (38,6%) pelos critérios. Em 2007, o Corinthians caiu com 44 e o Goiás escapou com 45 (39,5%). Em 2005 o Coritiba caiu com 49 pontos (38,9%) e a Ponte Preta escapou com 51 (40,5%), mas o Brasileiro contava com 22 times.
Para chegar aos 45 pontos o Grêmio precisa de mais 30, ou de 45% de aproveitamento daqui para frente. Para chegar aos 48, um número mais folgado, de 33 pontos, ou de 50% de aproveitamento. Hoje, com 16 jogos realizados, Cruzeiro e Ceará têm 50% e dividem o sexto lugar por pontos.
Vou cometer aqui uma obviedade dizendo que as obviedades existem parta serem ditas: quanto mais o Grêmio adiar a reação, pior. Adiando, vai chegar um momento em que irá precisar enfiar três, quatro vitórias, para sair da zona do inferno. Restam 11 jogos em casa.
PARA FECHAR O TURNO
29/08 - 18h30 Grêmio x Atlético-PR Curitiba
01/09 - 19h30 Grêmio x Guarani
Olímpico
04/09 - 18h30 Grêmio x Botafogo Rio de Janeiro

RETURNO
08/09 - 19h30 Grêmio x Atlético-GO
Olímpico
11/09 - 18h30 Grêmio x Corinthians São Paulo
15/09 - 22h Grêmio x Palmeiras
Olímpico
19/09 - 18h30 Grêmio x Avaí FlorianópoliOs
22/09 - 22h Grêmio x Flamengo
Olímpico
26/09 - 18h30 Grêmio x Atlético-MG Belo Horizonte
29/09 - 22h Grêmio x São Paulo
Olímpico
03/10 - 16h Grêmio x Vitória Salvador
06/10 - 19h30 Grêmio x Prudente
Olímpico
09/10 - 18h30 Grêmio x Vasco Rio de Janeiro
17/10 - Grêmio x Cruzeiro
Olímpico
24/10 - Grêmio x Internacional
Olímpico
31/10 - Grêmio x Fluminense Rio de Janeiro
03/11 - Grêmio x Goiás Goiânia
07/11 - Grêmio x Ceará
Olímpico
14/11 - Grêmio x Santos Santos
21/11 - Grêmio x Atlético-PR
Olímpico
28/11 - Grêmio x Guarani Campinas
05/12 - Grêmio x Botafogo
Olímpico

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Parabéns!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O Verdadeiro Grêmio está voltando

Armado no esquema 3-6-1, o Grêmio iniciou mostrando mais organização em relação ao duelo da última quinta-feira, também contra o Esmeraldino, pela Copa Sul-Americana.

Mesmo com Jonas sendo mais uma vez o único atacante, a aproximação dos homens de trás ocorria com maior frequência, se comparada ao meio de semana. Dessa forma, o Tricolor criou três oportunidades em pouco mais de 10 minutos.

Logo na primeira volta do relógio, o volante Willian Magrão surpreendeu a defesa goiana ao receber após cobrança de lateral, invadir a grande área em velocidade e bater forte e cruzado, à direita do gol de Harlei.

Aos sete, quem avançou foi o jovem zagueiro Neuton. Na meia-lua ele foi derrubado pelo marcador. Souza, alçado à condição de capitão do time por Renato Gaúcho, caprichou na cobrança da falta colocada, que tirou tinta da trave esquerda.

Willian Magrão marca o segundo gol do Grêmio - Foto: José Doval/AI GrêmioAos 12, num rápido giro na intermediária direita, o mesmo Souza esticou para Fábio Santos, que venceu o adversário na velocidade e pegou de primeira com a canhota. Por segurança, Harlei amorteceu o tiro, para depois segurar firme.

Encontrando dificuldades para penetrar no campo gremista, o Goiás só foi finalizar aos 15 minutos. O atacante Everton Santos pegou uma sobra da defesa e, da grande área, bateu reto, procurando o canto direito de Victor. No meio do caminho, Neuton bloqueou a passagem da bola.

Com amplo domínio da posse de bola, o Tricolor envolvia o time de Emerson Leão, apagando a má impressão do péssimo primeiro tempo de quinta-feira. Aos 19, Jonas dominou no bico da grande área, superou dois marcadores e bateu em curva de canhota. Harlei voou, não alcançou e viu ela sair mais uma vez raspando seu poste direito.

Dois minutos depois, o recuperado Neuton mostrou confiança ao arriscar uma série de dribles no setor ofensivo. A tentativa mostrou-se correta e, não fosse o pé de Valmir Lucas quase na linha do gol, o placar teria sido aberto depois de sua “cavadinha” sobre o arqueiro esmeraldino.

A superioridade seria finalmente confirmada no marcador aos 32. Com a perna esquerda, Douglas bateu falta frontal na trave de Harlei. No rebote, Willian Magrão mostrou oportunismo ao soltar a bomba de voleio, no bate-pronto, e estufar as redes: 1 a 0.

O panorama do confronto permaneceu inalterado mesmo após o gol. Aos 37, Souza pegou sobra da defesa goiana e arrematou forte, procurando a “gaveta” direita. A bola chegou a tocar a rede, mas pelo lado de fora.

No lance derradeiro da primeira etapa, o camisa 8 gremista explorou a linha de fundo e cruzou para dentro da área. Ferdinando, livre e na marca do pênalti, concluiu torto de canhota, perdendo o segundo.

Renato obtém primeira vitória no comando do Grêmio - Foto: José Doval/AI GrêmioCom a vantagem, o Tricolor voltou para a etapa final sem mostrar o mesmo ímpeto. Ainda assim, controlava tranquilamente o Goiás. Nos contragolpes, levava perigo e criava chances para “matar” o jogo.

Aos quatro, numa saída rápida, os donos da casa pegaram a defesa adversária fora do lugar. Na intermediária, Jonas largou de primeira e na frente para Willian Magrão, que avançava sozinho em direção ao gol. Já com a bola dominada, ele utilizou o lado do pé direito para deslocar Harlei, que atirou-se no lado certo e salvou a ampliação do escore.

Aos nove, lotericamente, Bernardo investiu em jogada pessoal e bateu de fora. Victor, mero espectador da partida, acompanhou a saída da bola longe de sua meta.

Trocando passes, o time de Renato Gaúcho avançava aos poucos, sem pressa. Aos 18, a encomenda sairia melhor que o esperado. Em falta lateral, Douglas levantou com perfeição na cabeça de Willian Magrão, reeditando o primeiro tento do jogo. O volante, hoje com a camisa 9, subiu mais que a defesa rival e torneou certeiro no cantinho esquerdo de Harlei: 2 a 0.

Encaminhada a primeira vitória em dois meses, o Grêmio passou a administrar o resultado. Em campo, a equipe cadenciava o ritmo. Fora dele, Renato promovia alterações, até como forma de reconhecer a atuação de alguns de seus comandados.

Douglas e Souza, por exemplo, deram lugar a Fernando e Leandro, respectivamente. No terço final, os donos da casa criaram ainda duas boas situações. Aos 31, na grande área, Jonas matou no peito, girou sobre o zagueiro e mandou por cima, exagerando na força. Aos 44, o próprio camisa sete tentou o canto direito. Harlei espalmou.

Nada, porém, suficiente para alterar o rumo do confronto, que marcou a saída da zona de rebaixamento e o primeiro triunfo de Renato Gaúcho à frente da equipe tricolor.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Só nos resta o Brasileirão


O Grêmio volta suas atenções somente ao Brasileirão, a começar pelo próximo domingo. Isto porque a estreia de Renato no comando do Grêmio certamente não foi do jeito que todos gostariam. No mesmo dia que desembarcou em Porto Alegre, comandou o Tricolor na derrota para o Goiás, por 2x0. Prejudicado pela arbitragem, o Grêmio não obteve o resultado para avançar à próxima fase.

A primeira chance foi do visitante. Aos 7 minutos, Everton Santos recebeu na entrada da área e tentou o chute, mas foi travado por Rafael Marques. Um minuto depois, a bola chegou até a direita de ataque do Goiás, onde Wendell Santos cruzou para conclusão de cabeça de Amaral, que abriu o placar no Olímpico.

A resposta gremista demorou a chegar. Somente aos 15 minutos, Jonas pegou um rebote da zaga e chutou fraco, nas mãos de Harlei. Aos 22, Maylson voltou a ameaçar, mas o chute de fora da área saiu à direita de Harlei.

Aos 30 minutos, o Goiás voltou a atacar pelo seu lado direito de ataque. Novamente Wendell Santos, que apareceu nas costas de Fábio Santos e alçou a bola na área. Na sobra da zaga, Everton Santos chutou de primeira, por cima do gol de Marcelo Grohe.

Aos 37 minutos, quase gol do Goiás numa bobeira da zaga gremista. Após um balão, Neuton tentou recuar de cabeça para Marcelo. O goleiro gremista, no entanto, havia saído do gol para fazer a defesa. Falha de comunicação que poderia ter custado o segundo gol do Goiás.

O Goiás poderia ter matado o jogo ainda na primeira etapa, aos 44 minutos. Bernardo foi lançado, ganhou a dividida com Marcelo Grohe, mas na hora de finalizar, chutou em cima de Rafael Marques, perdendo a chance.

Nos dois primeiros minutos da segunda etapa, duas chegadas boas do Grêmio. Primeiro com Rafael Marques, que chutou nas mãos de Harlei. Depois com Maylson, que foi lançado na direita e chutou cruzado pra fora. Aos 4, mais uma chegada forte, com Jonas chutando para defesa de Harlei. Um minutos mais tarde, Maylson completou a blitz tricolor, chutando para fora a chance do primeiro gol.

O Goiás respondeu aos 7 minutos, com um chute de Bernardo, que Marcelo defendeu. Na sequencia, Fábio Santos recebeu pela esquerda de ataque, avançou e chutou cruzado pra fora.

Nos minutos seguintes, o Grêmio tomou o controle da partida, mas sem ameaçar o gol adversário. Somente aos 20 minutos, o Goiás levou perigo ao gol gremista. Bernardo cobrou falta, por cima do gol.

Aos 30 minutos, o lance que complicou a arbitragem da partida. Roberson, que havia recém entrado em campo, cruzou da direita. Jonas dividiu no alto com a zaga e, na sobra, chutou prensado com Harlei. Na sobra, André Lima fez o gol, de cabeça. A arbitragem, que inicialmente havia confirmado o gol, anulou o lance equivocadamente, marcando impedimento e prejudicando o Grêmio.

Depois de ser lesado pela arbitragem, o Grêmio partiu com tudo para cima do Goiás. Em um contra ataque, no entanto, o adversário matou o jogo. Everton Santos entrou pela direita, trombando com a zaga e finalizando de esquerda na saída de Marcelo Grohe.

Final de jogo e Tricolor eliminado na Sulamericana. Agora, o time de Renato Portaluppi tem suas atenções voltadas somente ao Campeonato Brasileiro, quando enfrenta novamente o Goiás no domingo, às 18h30, no estádio Olímpico.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O Homem Gol,Chegou ! ! !


Camisa aberta, óculos escuros, medalhão no peito, rodeado de mulheres, ovacionado pela torcida. Esse foi o Renato que concedeu a primeira entrevista coletiva como treinador do Grêmio. No primeiro contato com a imprensa, se disse emocionado por voltar ao clube, elogiou o grupo, prometeu melhorar a situação do time e confirmou que comanda o Tricolor já na partida das 19h30min desta quinta-feira, contra o Goiás, no Olímpico, pela Copa Sul-Americana.

— É sempre bom ser recebido assim, principalmente por uma torcida que eu sempre tive no coração, uma torcida apaixonada. Fiquei muito feliz pela recepção. Voltei a me emocionar e bastante. Agora é trabalhar. Logo mais estarei à beira do campo com o grupo, procurando um resultado que nos interessa.

Como um ídolo, Renato foi recepcionado por centenas de gremistas por volta do meio-dia desta quinta-feira, na saída auxiliar do Aeroporto Salgado Filho. A torcida gremista comemorou a chegada do "eterno camisa 7" como uma verdadeira contratação.

— Fui contratado como técnico. É lógico que não tem como escapar do ídolo, mas vim para trabalhar como técnico, isso vai ficar claro. Não tenho medo de arranhar a minha imagem. Caso contrário, não estaria aqui. Gosto de desafios. Confio bastante no meu trabalho, na diretoria do Grêmio e nessa massa que vai nos apoiar.

Questionado sobre o bom momento do Inter, que aumenta ainda mais a pressão no Grêmio, Renato afirmou que não pode prometer grandes títulos no início do trabalho:

— Não tenho nada para falar do rival, que está trilhando o caminho dele e está prestes a ganhar mais uma Libertadores. Nós temos que nos preocupar em sair desta situação. Só que as coisas acontecem aos pouquinhos, não vou chegar aqui dizendo que o Grêmio vai ser campeão. Mas pode ter certeza que o torcedor vai voltar a sorrir e ter prazer de entrar no Estádio Olímpico.

Com Renato chega o auxiliar Alexandre Mendes, que também é preparador físico. O treinador já estará presente na casamata na partida diante do Goiás, no Olímpico, pelo jogo de volta da primeira fase da Sul-Americana.

Renato comandou o último jogo do Bahia na terça-feira. Só conseguiu dormir duas horas, antes de embarcar na madrugada de quarta-feira para o Rio. Na capital carioca, já preparou a preleção do time gremista e depois foi repousar. Chegou em Porto Alegre com uma ideia de time na cabeça.

— Tenho acompanhado o Grêmio. O grupo é muito bom, tem jogadores diferenciados. Já conversei com a diretoria, disse ao Alberto (Guerra), que foi ao Rio conversar comigo, que o mais rápido possível os jogadores voltarão a ter alegria de jogar futebol. É importante que o torcedor apoie em todos os jogos. Em breve o Grêmio vai sair dessa situação — garantiu.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Renato é o novo Técnico


Em entrevista coletiva concedida na tarde desta terça-feira, o presidente Duda Kroeff confirmou o nome de Renato Portalupi como novo técnico do Grêmio. O treinador ainda comandará o Bahia nesta noite, diante do Paraná Clube e se apresenta na quarta-feira no Estádio Olímpico.
Maior ídolo da história gremista, autor dos dois gols que deram ao Grêmio o título mundial de 1983, Renato chega para comandar o Tricolor na retomada do caminho no Campeonato Brasileiro e na disputa da Copa Sul-Americana.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Felipão por Felipão

Derrota e Faxina


Após a derrota para o Fluminense por 2 a 1, neste domingo, no Olímpico, o Grêmio decidiu mudar o comando do futebol. Emocionado, o presidente Duda Kroeff anunciou a saída do técnico Silas e do assessor Luiz Onofre Meira do clube.
– O momento do Grêmio é ruim, sério e grave. A gente viu neste jogo contra o Fluminense. Parece que a bola não entra, pega do lado de fora da rede. Precisamos de motivação. Por isso, estou liberando o Meira e o Silas. Desde já agradeço muito aos dois – disse Kroeff.

O dirigente foi só elogios para a pessoa de Silas e disse que o treinador não estava pré-acertado com o São Paulo, como chegou a ser comentado na imprensa.
– O Silas é uma pessoa maravilhosa, um amigo que ganhei. Tenho certeza que vai fazer muito sucesso. Mas não tem nada de acertado com o São Paulo, como foi noticiado – comenta.
Paulo Paixão, com o auxiliar João Antonio, serão os responsáveis pelo comando técnico até a chegada do novo treinador. Para a vaga de Meira, Beto Guerra assumirá a vaga interinamente. Kroeff disse que tem alguns nomes na cabeça, mas que começará a procurar o novo treinador a partir de segunda-feira.

– Não quero comentar nada sobre os nomes que estão na minha cabeça – frisa.
Kroeff também contou que não tem como deixar o clube neste momento, embora parte da torcida tivesse pedido sua saída:
– Infelizmente, o presidente do clube não pode sair. Não vou abandonar o Grêmio nesse momento grave.

domingo, 8 de agosto de 2010

Aos Pais que nos Deram a Nossa Maior Alegria: Ser GREMISTA.


Hoje se comemora o Dia dos Pais (não que ele mereçam somente um dia a ser comemorado). Eles que muitas vezes são os responsáveis por nossa escolha futebolística - salve exceções é claro. Fanáticos por futebol em sua maioria, aguardam ansiosos pela chance de ver o seu filho nascer, crescer e passar adiante o clube de seu coração. Essa luta começa desde o primeiro choro da criança, com seus segundos de vida. Lógico que não é sempre que dá certo. Na minha família existem exemplos disso. Por exemplo o meu pai. Ele não quis saber de ser colorado (graças a DEUS!) como o meu avô era. Se tornou GREMISTA por convicção, quando ainda ouvia pelo rádio os jogos do TRICOLOR e me influenciou com todo o seu fanatismo para que seguisse os seus passos. Afinal, me tornei um GREMISTA como vocês podem ver.

São GREMISTAS, colorados, palmeirenses, atleticanos e torcedores mundo afora influenciados pelos pais, que foram influenciados pelos seus pais, que foram influenciados também pelos seus pais e assim por diante. Como eu disse anteriormente, existem aqueles que interrompem a linha clubística da família - como o meu pai.

Aqui, por ser um Blog do GRÊMIO, eu me dirijo ao meu pai GREMISTA e a todos vocês pais TRICOLORES. Afinal, a maioria de vocês nos fizeram torcedores do IMORTAL TRICOLOR. E é por isso que temos que agradecer e muito por essa alegria de ter sangue AZUL, PRETO e BRANCO correndo em nossas veias. Salvando sempre exceções. Por exemplo, se você é GREMISTA e seu pai é colorado. Ame-o, parabenize-o pelo seu dia e agradeça por não ter forçado e lutado muito para que você virasse alguém como ele. Já pensou nessa possibilidade?

Pois é, ser GREMISTA é uma honra, uma alegria na boa e na ruim e um sentimento que nos faz amar. Particularmente, graças ao meu Pai! Já você, creio que a mesma coisa.

Tem vezes que eu me pego pensando: se meu pai não fosse GREMISTA, torcesse para outra equipe, o que eu seria? Eu não me atrevo a pensar outra coisa se não contrariar a sua opção clubística e continuar a torcer pelo meu GRÊMIO, seja onde e como ele estiver. Quer saber. ainda bem que eu não tive que passar por essa situação.

Por tudo isso e muito mais é que me orgulho de dizer:

Feliz Dia dos Pais meu Pai. E felicidades a todos os outros milhões de Pais TRICOLORES! Eles que lutam para que os seus filhos continuem a torcer e engrandecer o nosso IMORTAL!